24 março 2014

[Sebo do Wes] Especial Trilhas Licenciadas


  
"Olha, uma musica que não é do jogo..."

Apreciar o bom trabalho de um compositor é tão importante quanto saber escolher musicas para incrementar seus jogos. E pensando comigo mesmo, eu reparei que citava inúmeros álbuns de inúmeros compositores, mas existem ótimos jogos com trilhas sonoras escolhidas a dedo de diversas fontes diferentes. E não falo apenas de jogos musicais, onde ter uma coletânea sólida e variada de musicas é a prerrogativa básica. Resumindo, aproveito para citar alguns jogos com composições que não foram feitas exclusivamente para o jogo, mas o fato delas estarem no jogo só acrescentou no conjunto da obra.

Braid: Como havia terminado pela terceira vez o jogo, estou na onda do jogo ainda, heheheh. A escolha das trilhas pelo Johnathan Blow teve certos critérios meio... ”diferentes”, pois além de musicas mais lúdicas e bonitas, ele queria faixas que se tocadas de trás para frente continuassem a soar bonitas (já que o jogo usa bastante a mecânica de “voltar no tempo”). E de longe, destaco “Undercurrent” como uma faixa que deve ser ouvida, tanto por ela ser linda quanto pela importância dela no final. 

Guitar Hero 3 – Legends of Rock: Antes que berrem o quão clichê é a minha escolha, eu digo que foi o PRIMEIRO jogo musical que joguei, e provavelmente muitos compartilham da mesma experiência. E o jogo tinha uma excelente trilha, pois variava desde o Trash Metal do Metallica e Slayer até bandas que eu não conhecia no momento, como Queens of the Stone Age e Muse. Sem contar do mito gerado pela lendária “Through Fire and Flames no final do jogo. Como não lembrar do final do jogo e essa musica sendo tocada ao fundo, e jogada por você?!

Bioshock: Alem da ótima trilha composta pelo Garry Schyman (citada várias vezes aqui no Sebo), as trilhas de época escolhidas para ambientar o jogo na época em que os dois primeiros jogos se passam são lindas. Musicas de época, onde pianos, trompetes e vocais com aquela qualidade sonora notória estão recheando o jogo, em especifico o álbum “Bioshock 2 – The Official Soundtrack”, que compila todas as musicas usadas. E só constando, não citei o Bioshock Infinite pois citar as musicas usadas no jogo de certa forma é um SPOILER (quem jogou vai entender).

DmC (Devil May Cry): Uma palavra: Combichrist. Os produtores do remake da franquia (que eu gostei muito, a propósito) compilaram inúmeras faixas da banda de diferentes álbuns e incluíram no jogo, juntamente com o dubstep poderoso do Noisia, e a meu ver acho difícil acharem bandas que combinem tão bem com a ambientação proposta do jogo. E acho muito mais bizarro ver musicas que se encaixam tão bem em um contexto, sendo que as mesmas nem foram feitas pensando nisso. Aproveitem o ensejo e escutem “Never Surrender” para sentirem o clima.

Grand Theft Auto: Preciso citar isso tanto pelo clichê quanto por ser importante dentro do contexto do jogo e sua proposta. Em praticamente toda a franquia é possível andar nos veículos e ouvir rádios com inúmeros estilos distintos, e provavelmente muitas pessoas compartilham de momentos de exploração dos mapas das cidades ouvindo sua estação de rádio favorita, com sua playlist do coração. Engraçado que eu me lembro de GTA mais pelas trilhas licenciadas do que pela própria trilha do jogo mesmo. Não que isso seja ruim, mas de certo modo é curioso.

Existem inúmeros exemplos de trilhas licenciadas, porem para não ficar um texto enfadonho e repetitivo, deixo para a próxima oportunidade para citar outros trabalhos, assim como dar uma brecha para citarem suas musicas licenciadas favoritas dos jogos nos comentários. E antes que falem que eu esqueci, não, eu não esqueci de Rock’n Roll Racing.

2 comentários:

Mark,  24 de março de 2014 22:09  

estava no meio do post quando minha cabeça tava gritando "rock n' roll racing". bom saber que não esqueceu! gostaria de ler sua opinião sobre essa trilha num próximo post!

Wesley Pires 24 de março de 2014 22:31  

HAHAHAHAHAHAH EU SABIA QUE LEMBRARIAM. É que ela eu demorei a sacar que eram musicas já existentes. Demorou a fica cair.
Mas falarei sim, hehehe