17 novembro 2011

[Sebo do Wes] Portal 2: Songs to Test By Volume 2


Eu não quero seus malditos limões! Somente seus comentários.

Bem vindos ao Sebo do Wes, onde tudo pode ser achado, exceto limões explosivos. Como já havia citado no texto anterior, meu intento é fazer matérias sobre os 3 volumes de musicas lançados para Portal 2, com composição de Mike Moraski. E chegamos ao Portal 2: Songs to Test By Volume 2.

Vamos às musicas da playlist.


01. You Will Be Perfect

02. Halls Of Science 4

03. (defun botsbuildbots () (botsbuildbots))

04. An Accent Beyond

05. Robot Ghost Story

06. Die Cut Laser Dance

07. Turret Redemption Line

08. Bring Your Daughter To Work Day

09.Almost At Fifty Percent

10. Dont Do It

11. I AM NOT A MORON!

12. Vitrification Order

13. Music of the Spheres

14. You are Not Part of the Control Group

15. Forwarding the Cause of Science

16. PotatOS Lament

17. The Reunion

18. Music of the Spheres 2 (Incendiary Lemons)



Eu elogiei bastante no ultimo texto as musicas com batidas techno bem definidas, e de início a “You Will Be Perfect” já continua nessa linha. É o tipo de musica que pode ser tocada na balada que ninguém reconhece de imediato como game music. E por isso casou tão bem com o jogo. E engraçado que nesse volume há poucas musicas com ritmo mais frenético, como a citada acima e a “An Accent Beyond”, que é outra musica de correria interessante. Inclusive, creio que essa divisão de musicas e volumes é interessante, pois para os que jogaram e já sacaram, o jogo se divide em 3 partes, basicamente. E cada um dos volumes se encaixa nessa parte, com seu pacote particular de musicas. E não, isso não é considerado Spoiler.

Ouvindo o álbum, noto que as musicas também tem um clima de tensão e ápice, principalmente para os que ouvem e relembram os momentos no jogo. E a “I AM NOT A MORON!” é o climax musical, já que alem de ilustrar um momento chave, tem partes da musica que cresce do nada, dando até um certo susto. E depois volta a ter momentos de calmaria, como se estivesse apaziguando alguma coisa (que eu não contarei, hehehe). Após o momento X acima, é comum no jogo ouvirmos a “Music of the Spheres” durante boa parte do jogo. Ela conta com um instrumento de cordas cadenciando o ritmo lento, atrelado a outros sons eletrônicos que nada atrapalham. Não é uma musica extraordinária, mas ela se encaixa tão bem no quesito ambientação que é difícil imaginar o local onde ela toca com trilha diferente. Ouçam e concordem ou discordem.

No texto passado também citei musicas que tocam no momento que uma mecânica de jogabilidade é apresentada, não foi? A “Fowarding the Cause of Science” é a musica “tema” dos dois tipos de gel usados pela Aperture: o gel azul, que te faz pular mais alto, e o gel laranja, que aumenta a sua velocidade. Ela conta com toques silimares à “Music of the Spheres”, adicionadas à batidas que me remeteram levemente ao hip-hop, aliado ao som que se faz quando você usa um dos gels. Inclusive estes sons fizeram toda a diferença na musica, já que deu outra peculiaridade à mesma, assim como a musica dos Turrets, citada antes no Volume 1.

Destaques finais: “PotatOS Lament”, que para quem jogo já ligou ao que quero dizer. É uma musica com um tom muito sombrio, seguido por um vocal lírico e meio difícil de entender. É um palpite pessoal, mas creio que a Ellen McLain que faz a voz cantada, já que ela está presente no jogo fazendo a GlaDOS e em outros jogos da Valve também. Há outro motivo para que eu acredite nisso, mas isso é spoiler. E também cito a “Dont do It”, que é o momento CHAVE do jogo e com o maior apelo para ao suspense, principalmente pela musica ir crescendo e aumentando de ritmo conforme o tempo passa.

Agora se preparem, pois a próxima postagem será a ultima sobre Portal 2, e garanto que será formidável. Garantido por Cave Johnson.

Fonte: VGMDB

0 comentários: