15 setembro 2011

[Sebo do Wes] Castlevania Symphony of the Night Original Soundtrack




“O que são os homens? Uma pilha miserável de segredos?” Sei lá, mas bem vindo ao Sebo do Wes, jovem mestre.

Semana retrasada citei Michiru Yamane. A seguinte foi vez do Kelly Bailey e seu grupinho “supimposo” da Valve. E esta semana Yamane está de volta visitando o Sebo. E sobre o jogo em questão eu tenho propriedade para falar, pois é um dos títulos do PSX que eu mais joguei, tanto no próprio console quanto em emuladores e no meu PSP. Se os leitores tiverem “pescado” as minhas dicas no Twitter saberão que o álbum Castlevania Symphony of the Night Original Soundtrack é o produto em destaque da semana.

O Master Librarian foi camarada e liberou a playlist para nós, meros mortais:



01. Metamorphosis NO.1

02. Prologue

03. Illusionary Dance

04. Nocturne in the Moonlight

05. Prayer

06. Dracula Castle

07. Dance of Gold

08. Marble Gallery

09. Tower of Evil Mist

10. Nocturne

11. Wood Carving Partita

12. Doorway of Spirits

13. Festival of Servants

14. Resting Place

15. Requiem for the Gods

16. Crystal Teardrops

17. Departed Way

18. Rainbow Cemetery

19. Silence

20. Lost Paintings

21. Dance of Pearls

22. Cursed Sanctuary

23. Demonic Banquet

24. Wandering Ghosts

25. The Tragic Prince

26. Doorway to the Abyss

27. Doorway to Heaven

28. Death's Ballad

29. Strange Bloodlines

30. Metamorphosis NO.2

31. Finale Toccata

32. Black Banquet

33. Metamorphosis NO.3

34. I AM THE WIND



No início do jogo, você inicia no controle do famoso Richter Belmont, no que seria o final do Castlevania: Rondo of Blood, e a guitarra da “Prologue” começa o jogo com o pé direito, num ritmo de rock tipicamente japonês, com bateria acompanhando. Porem é Alucard o protagonista da bagaça, e ao entrar na velocidade da luz no castelo do Dracula, a “Dracula’s Castle” se ergue. Para mim, ela é excepcional tanto pelo seu instrumental magnífico quanto por ela ter sido uma das primeiras musicas que eu consegui tocar no violão. E uma curiosidade fornecida pelo VGMDB: Akira Yamaoka tem seu dedo no arranjo, tanto nessa quanto na “The Traggic Prince”, outra com a guitarra sendo o instrumento chave. E antes de encerrar o “parágrafo do rock”, cito com fervor a “Festival of Servants”, num ritmo que lembra as musicas do Daisuke Ishiwatari, pelo vigor dos instrumentos.

Indo para uma pegada mais instrumental clássica, “Wood Carving Partita” é sem duvida a melhor musica clássica do album. Para contextualizar os leitores, ela toca na biblioteca do castelo, onde há toda aquela arquitetura clássica com madeiras e livros antigos que te atacam (?). Adequado, não?! Falando em trilhas adequadas, cito a “Departed Way”, pois alem do piano um tanto simples e repetitivo, os sons da natureza ao fundo causam um sentimento interessante de imersão. Sons usados dessa maneira eu me lembro de ter ouvido nas composições do David Wise, para o jogo Donkey Kong Country 2: Diddy’s Quest, que inclusive quero trazer para ser mostrado no Sebo.

Há um ponto no jogo onde (SPOILER) o castelo é invertido, e a partir disso tocam duas musicas muito marcantes para mim. A primeira é “Doorway to Heaven”, que alem de um violoncelo inicial incrível, há um ritmo que segue na musica que me lembrou da musica de encerramento do filme Blade Runner, composição do Vangelis. Clique aqui e ouça a musica citada. E a outra é a “Finale Toccata”, musica que toca em muitas áreas do castelo invertido, num órgão constante e magnífico, acompanhado de um coral que dá aquele toque final à composição. E falando em toque final, fechando as portas do Sebo, ouçam “I AM THE WIND” e sinta seu dever cumprido ouvindo a composição de Rika Muranaka, com o lindo vocal de Cynthia Harrell.

AH SIM, essa é para os fãs da série Castlevania: Ouçam a “Strange Bloodlines” e relembrem uma musica CLÁSSICA da série.

Fonte: VGMDB

3 comentários:

Azure 15 de setembro de 2011 23:20  

Conheço essa trilha de olhos vendados e ouvidos tapados, SotN melhor Castlevania ever e, talvez a melhor das trilhas, assumindo que tenho a nostalgia fazendo diferença.

Rubens Cavalheiro 16 de setembro de 2011 00:17  

<3 até o fim dos tempos esta trilha sonora/jogo

(o fim dos tempos imagino algo igual ao local onde a nave do Chrono Trigger faz pitstop)

McSundaeGuy,  18 de setembro de 2011 15:23  

Uhul! versão de "bloodlines" do inferno no final, =) nada mais apropriado.
só faltou falar da "crystal teardrops", que tem uma "pegada" parecida da "departed way" e daquela-que-nunca-podemos-esquecer: "wandering ghosts"! =D

Sabia também que na versão de xbla e psp mudaram a música de encerramento? colocaram uma bonus track do lamment of innocence, "admiration towards the clan" outra que em certo ponto de intertextualidade (??!!) com "vampire killer". música obrigatória pra todos os jogos, aparentemente. =\