27 julho 2011

[Sebo do Wes] Earthworm Jim Anthology





Bem vindos ao Sebo do Wes, onde você pode encontrar de tudo, menos uma minhoca dentro de uma armadura ultra foderosa of DOOM.


Para que o Sebo receba mais clientes, este servo (Rurouni Kenshin, amo) se propõe a trazer álbuns de compositores ocidentais também, como irão comprovar nessa e na próxima indicação. E hoje comento sobre uma obra onde o compositor é conhecidíssimo do publico brasileiro, tanto pela sua obra nessa franquia quanto na sua iniciativa de difundir a game music de maneira formidável pelo mundo. Sim, é de Tommy Tallarico que eu falo e o álbum da semana é Earthworm Jim Anthology.


Fiquem inicialmente com a playlist. GROOOOVY:


01. Invertebrate Retreat (Subterranean Remix)

02. Tangerine

03. Subterranean

04. Falling

05. Banjo Race

06. Tropical Paradise

07. Junkit

08. Wormaphobic Disorder (Tangerine Remix)

09. Submerged

10. Snot a Problem

11. Moonlight Sonata (3rd Movement)

12. Glow Worm Jim (Subterranean Radio Edit Remix)

13. Italian Medley

14. What the Heck (The OneUps Remix)

15. The Moo Tango

16. Buttville

17. Early Bird (Junkit Remix)

18. Doobeedowapbop

19. Psycrow

20. Darkworm Rag

21. 80's Annelid

22. Lorenzen's Dirt (Subterranean Remix)

23. Dixieland Finale

24. Continue to Rock

25. Dad's Tune

26. The Big Top Polka

27. Keys to New Junk City (Junkit Remix)

28. Party Time


Apesar de ser uma coletânea de musicas dos jogos da minhoca em sua armadura, Não há somente musicas originais, mas também releituras ou remixes das mesmas, tornando o álbum variado. Inclusive a “Subterranean”, releitura da musica da segunda fase do Eartworm Jim 2, “Lorenzen’s Soil” começa normalmente, porem os solos de guitarra e as batidas dão um tom interessante na musica, mesmo não havendo tanta diferença se comparada à original. Inclusive o solo de guitarra no meio da musica deve ser escutado. E aproveitando a guitarra, a “Falling” é outra que destaca pela guitarra, porem um pouco mais pesada.


Dando uma opinião sincera e totalmente pessoal, de uns tempos para cá parei de freqüentar o OC Remix, pois eu escuto muitos podcasts e eles usavam as mesmas musicas do site, causando certo desgaste por minha parte. Porem não nego que há arranjos e releituras fantásticas, e a “Wormaphobic Disorder (Tangerine Remix) é um exemplo. Antes de ouvir este álbum, pude ouvir a mesma no OC e bater palmas, pois é um dos poucos remixes da musica original, “Anything but Tangerines” que me deixa feliz. Também emendando outra palavra, no caso remix, cito a “Early Bird (Junkit Remix)” com sua guitarra tremendamente sintetizada, porem nada estridente ou incomoda, em conjunto a outros instrumentos como teclado e baixo. Achei a grata surpresa do álbum.


Mas nem tudo é guitarra, amigos. E uso a “Snot a Problem” para exemplificar, pois trazendo uma batida que remete forte ao Hip-Hop e Techno, te faz literalmente querer dançar. E outra que é meio complicado de inserir guitarra é a “The Moo Tango”, que como o nome diz é um tango. Porem a escolha da musica se faz ao fato dela sempre me lembrar da fase onde ela toca, na qual nosso herói (?) deve salvar vacas de serem abduzidas por extraterrestres. Apesar de ser praticamente a musica original, gostei desse adendo ao álbum, assim como outras musicas que podem não ser composição do Tallarico, mas são icônicas para nós. Nesse contexto eu encaixo tanto a Moonlight Sonata (3rd Movement) quanto a Italian Medley”.


Como adendo final, recomendo que escutem todo o álbum pois posso ter esquecido de citar alguma musica ou outra que vocês leitores mais gostem, afinal são muitas faixas e ouvi-las pode reacender a vontade de jogar Earthworm Jim de jogo, não é? Aliás, esse álbum não foi indicação do legionário Alexei Barros, mas sempre vale a menção dele por aqui.


Fonte: VGMDB (Recomendo, ótimo site para referencial de obras lançadas)

2 comentários:

Willian Matos 28 de julho de 2011 20:13  

São ótimas músicas que tem no jogo. E bom, conhecer o cara ao vivo e poder falar para ele isso também foi muito bom

Alexei Barros 30 de julho de 2011 22:30  

Hahahaha! Essa menção no final… XD

“Para que o Sebo receba mais clientes, este servo (Rurouni Kenshin, amo) se propõe a trazer álbuns de compositores ocidentais também, como irão comprovar nessa e na próxima indicação.”

Depende. Acho que tem muitos compositores japoneses mais famosos que os ocidentais. Mas o pessoal em geral não se empolga muito com Monster Hunter, Sigma Harmonics e God Hunter mesmo, falando dos que você já citou por aqui.

Em se tratando de Tommy Tallarico e VGL, porém, tudo fica mais conhecido. Não entendo por que nunca fez um medley para o show, como é o jogo mais conhecido da vasta discografia dele.

Pena conhecer tão pouco dos jogos e da trilha para um comentário mais aprofundado, mas do que ouvi a “Falling” deve ser uma das melhores do álbum graças aos solo de guitarra. Só achei o timbre da guitarra “Early Bird (Junkit Remix)” áspero demais... ainda estou tentando chegar ao final da música. =(

E fico feliz por saber de outro tango em game music além da “Esperándote” do Silent Hill.

Vale citar que os arranjadores deste álbum eram amadores à época, como o Danny Baranowsky, que anos mais tarde se notabilizaria pela trilha do Super Meat Boy!. Até mesmo nesse CD se nota o incentivo do Tallarico às bandas de fãs, já que um dos arranjos é da The OneUps.