31 julho 2011

Bit Studio #27 - The Geek is not a Lie



E aí galera! Voltamos com mais um anabolizado Bit Studio!

Nesse episódio obscenamente GIGANTE você acompanhará a jornada mística de Juunin, Panda e Daniel através da nostalgia de Final Fantasy VI e Ocarina of Time, dessa vez acompanhado da engraçadíssima Mel, do blog Garotas Geeks!

E fiquem ligados nas promoções do Bit Studio e da Friday Crap que serão divulgadas no decorrer dessa semana!

Clique aqui para baixar o mp3.


E não se esqueça de assinar nosso feed e seguir-nos no Twitter (@v8bits)!

1º Bloco - Trilha Sonora (8:05m)


Final Fantasy VI OSV

Kids Run Through the City Corner
Kefka
Terra
Aria de Mezzo Carattere


2º Bloco - Versão de Fã (34:21m)
Touhou Project - Love Coloured Masterspark (sazae-oni)
Do Don Pachi - Stage 2 (catbowl1ng)
Sarfox - Star Wolf's Theme (Kreepman)
Gaiares - Shoot Shoot Shoot!!! (BONKERS)


3º Bloco - Torneio das Trevas (60:33m)


4º Bloco - Dica de Álbum (75:01m)


Hyrule Symphony
Lon Lon Ranch
Zora's Domain
Gerudo's Valley
The Legend of Zelda Medley


Leitura de e-mails (108:22m)



Para nos enviar um e-mail, clique no gatinho!

Siga-nos no twitter @v8bits

Read more...

[tokyo bit] - Deadman Wonderland - One Reason - Álbum

 

Aeee que saudade galera do mal! Baltar (ex-Daniel Constantini) voltou depois de um hiato de milhões de anos sem postar nada. Vamos tentar manter a Tokyobit periodicamente! COCA-COLA PRA TODO MUNDO!
E para a volta triunfante trarei para vocês uma dica de música muito foda! O Anime da vez é Deadman Wonderland, uma série em mangá escrita por Jinsei Kataoka e ilustrado por Kazuma Kondou, que também escreveu e ilustrou o mangá Eureka Seven - só por esse título eu já daria algum crédito. O Mangá é  publicado na Shonen Ace desde 2007. Tokyopop comprou os direitos de licenciamento para distribuir os mangás em Inglês e lançou o primeiro volume em 09 de fevereiro de 2010. Já aqui no Brasil o mangá será lançado pela Panini entre Julho e Agosto de 2011. Uma animação da série começou no japão em abril de 2011 para a diversão dos mais aficionados em animação. Ou seja, o anime caiu nas graças tanto do Oriente como no Ocidente. Quer saber mais sobre o anime? Clique aqui.
De cara você se depara com uma trama envolvente e com segredos que você logo quer descobrir. É esse suspense e o enredo que acaba cativando aqueles que procuram um pouco mais de emoção num mangá, ou anime. Vejam um trailer da versão em anime que está sendo exibido no japão:
Trailer:
Baixar o mp3!


Para um tema tão conturbado como assassinato, prisão e parque de diversões, nada melhor que uma abertura digna de "mensagens subliminares" no estilo Pink Floyd em screen pertubadoras, mas num ritmo musical muito mais frenético! Essa abertura está no single "One Reason" e vendeu bem lá no Japão.

Veja agora a abertura - deveras sensacional - de Deadman Wonderland, que me cativou. A banda que toca é a Deadman Wonder Band (DWB) com uma outra banda chamada Fade. Curti demais demais. ENJOY!

Abertura de Deadman Wonderlan - DWB Feat Fade - One Reason


Baixar o mp3!
Espero que tenham gostado dessa dica de música e em breve estarei fazendo uma matéria sobre a trilha sonora de Fullmetal Alchemist. Lembrando que logo teremos de volta a Tokyobit Vlog na sua 3ª edição trazendo o tema DIGIMON e depois disso tentarei gravar periodicamente a Tokyobit Express, uma versão mais rápida da coluna semanal, assim teremos mais conteúdo em vídeo para divertir o domingo de vocês. Lembrando que, qualquer informação mais detalhada sobre animes e mangás, tenho um outro blog para fazer a diversão da garotada, a orientalshow.org. Por lá podem pedir a matéria que quiserem que eu assumo de correr atrás!
Um abraço a todos e Sayonará!

Read more...

30 julho 2011

Dragon Quest 5 - Melody of Love

Fala galera!!!
Hoje venho com um belíssimo dueto de piano e flauta por dois japoneses muito legais (os quais não sei os nomes)!

A música é a Melody of Love, do jogo Dragon Quest 5, e o canal do youtube deles está no nome de KM66536.

Baixar o mp3!

Read more...

29 julho 2011

Friday Crap #21 - Como tornar esse jogo um jogo de celebridade

Assim como existem jogos de filmes, de desenhos, de brinquedos e até de marcas, existem também os jogos com celebridades! Mas e se quiséssemos colocar uma celebridade em um jogo já existente?

Nesse episódio de hoje nós usamos todo nosso poder de improviso para incluir as celebridades mais bizarras/ decadentes em alguns dos jogos que amamos/ odiamos!

Read more...

Super Mario Bros 3 - Underwater

Faz muuuuuuito tempo que esse manolo não aparece aqui no blog!

Nesse vídeo de hoje você vai ouvir um excelente arranjo do tema Underwater, de Super Mario Bros 3, arranjado para violão pelo jumpmanfr com uma participação especial de uma flauta doce! Delícia!



Baixar o mp3!

Read more...

27 julho 2011

[Sebo do Wes] Earthworm Jim Anthology





Bem vindos ao Sebo do Wes, onde você pode encontrar de tudo, menos uma minhoca dentro de uma armadura ultra foderosa of DOOM.


Para que o Sebo receba mais clientes, este servo (Rurouni Kenshin, amo) se propõe a trazer álbuns de compositores ocidentais também, como irão comprovar nessa e na próxima indicação. E hoje comento sobre uma obra onde o compositor é conhecidíssimo do publico brasileiro, tanto pela sua obra nessa franquia quanto na sua iniciativa de difundir a game music de maneira formidável pelo mundo. Sim, é de Tommy Tallarico que eu falo e o álbum da semana é Earthworm Jim Anthology.


Fiquem inicialmente com a playlist. GROOOOVY:


01. Invertebrate Retreat (Subterranean Remix)

02. Tangerine

03. Subterranean

04. Falling

05. Banjo Race

06. Tropical Paradise

07. Junkit

08. Wormaphobic Disorder (Tangerine Remix)

09. Submerged

10. Snot a Problem

11. Moonlight Sonata (3rd Movement)

12. Glow Worm Jim (Subterranean Radio Edit Remix)

13. Italian Medley

14. What the Heck (The OneUps Remix)

15. The Moo Tango

16. Buttville

17. Early Bird (Junkit Remix)

18. Doobeedowapbop

19. Psycrow

20. Darkworm Rag

21. 80's Annelid

22. Lorenzen's Dirt (Subterranean Remix)

23. Dixieland Finale

24. Continue to Rock

25. Dad's Tune

26. The Big Top Polka

27. Keys to New Junk City (Junkit Remix)

28. Party Time


Apesar de ser uma coletânea de musicas dos jogos da minhoca em sua armadura, Não há somente musicas originais, mas também releituras ou remixes das mesmas, tornando o álbum variado. Inclusive a “Subterranean”, releitura da musica da segunda fase do Eartworm Jim 2, “Lorenzen’s Soil” começa normalmente, porem os solos de guitarra e as batidas dão um tom interessante na musica, mesmo não havendo tanta diferença se comparada à original. Inclusive o solo de guitarra no meio da musica deve ser escutado. E aproveitando a guitarra, a “Falling” é outra que destaca pela guitarra, porem um pouco mais pesada.


Dando uma opinião sincera e totalmente pessoal, de uns tempos para cá parei de freqüentar o OC Remix, pois eu escuto muitos podcasts e eles usavam as mesmas musicas do site, causando certo desgaste por minha parte. Porem não nego que há arranjos e releituras fantásticas, e a “Wormaphobic Disorder (Tangerine Remix) é um exemplo. Antes de ouvir este álbum, pude ouvir a mesma no OC e bater palmas, pois é um dos poucos remixes da musica original, “Anything but Tangerines” que me deixa feliz. Também emendando outra palavra, no caso remix, cito a “Early Bird (Junkit Remix)” com sua guitarra tremendamente sintetizada, porem nada estridente ou incomoda, em conjunto a outros instrumentos como teclado e baixo. Achei a grata surpresa do álbum.


Mas nem tudo é guitarra, amigos. E uso a “Snot a Problem” para exemplificar, pois trazendo uma batida que remete forte ao Hip-Hop e Techno, te faz literalmente querer dançar. E outra que é meio complicado de inserir guitarra é a “The Moo Tango”, que como o nome diz é um tango. Porem a escolha da musica se faz ao fato dela sempre me lembrar da fase onde ela toca, na qual nosso herói (?) deve salvar vacas de serem abduzidas por extraterrestres. Apesar de ser praticamente a musica original, gostei desse adendo ao álbum, assim como outras musicas que podem não ser composição do Tallarico, mas são icônicas para nós. Nesse contexto eu encaixo tanto a Moonlight Sonata (3rd Movement) quanto a Italian Medley”.


Como adendo final, recomendo que escutem todo o álbum pois posso ter esquecido de citar alguma musica ou outra que vocês leitores mais gostem, afinal são muitas faixas e ouvi-las pode reacender a vontade de jogar Earthworm Jim de jogo, não é? Aliás, esse álbum não foi indicação do legionário Alexei Barros, mas sempre vale a menção dele por aqui.


Fonte: VGMDB (Recomendo, ótimo site para referencial de obras lançadas)

Read more...

25 julho 2011

Indie Game Music #13 - Main Hallway

Alô galera!

Jogos que são populares certamente são uma boa base para desenvolvimento, com suas idéias prontas, torna-se bem mais prático criar idéias novas em cima de uma jogabilidade já existente. No quesito ação-plataforma, uma das séries que mais ganhou fama foi sem nenhuma dúvida Megaman X, com sua gameplay simples, rápida e divertida, ela conquistou muitos gamer facilmente. Aproveitando os conceitos e estilos usados nessa franquia, A.R.E.S Extinction Agenda surgiu, pelas mãos do Extend Studios

Uma rápida olhada e é fácil ter certeza de onde o jogo tirou sua inspiração, tanto de gameplay como arte. Apesar de ter essa semelhança, A.R.E.S foi além do básico, usando sistemas de coleta e criação semelhantes a Devil May Cry, além de um sistema de tiro, lembrando jogos de FPS, mas em 2D, o que o torna um jogo bem interessante.

Tendo muitos aspectos a citar, mas deixando boa parte de lado, é importante frisar o quanto sua trilha sonora é boa, com uma pegada Rock, com variação entre Progressivo e um estilo meio Funk Metal, uma boa pedida pra um jogo de ação como esse.

Apesar de realmente ser um bom jogo, sua única crítica foi ser pequeno, mas pelo que ficou claro, é apenas o primeiro de uma série, o que deixa bastante espaço para novidades.



Baixar o mp3!

A.R.E.S Extinction Agenda Gameplay

Read more...

22 julho 2011

Friday Crap #20 - Especial de Aberturas

Nesse episódio especial de duas partes nós fizemos uma coletânea comentada de todas as aberturas que fizemos desde o início de nossa carreira meteórica no Friday Crap!

Relembre as maiores besteiras que já fizemos, falamos e gravamos e comente sobre sua abertura predileta (no bom sentido, por favor).



Read more...

18 julho 2011

[Sebo do Wes] Monster Hunter 5th Anniversary Orchestra Concert ~Hunting Music Festival~.



Bem vindos ao Sebo do Wes. E não, não vendemos ou alugamos felinos para missões.

Há uma franquia que o dono do sebo (eu) praticamente venera, desde que a descobriu no seu PSP, porem mesmo sabendo da “formidabilidade” da trilha sonora da série, não procurou álbuns referentes. Até que o Paladino da Game Music Alexei Barros me deu o toque, citando o fato de eu gostar da série. E como um vento fulminante de um Kushala Daora, trago o formidável
Monster Hunter 5th Anniversary Orchestra Concert ~Hunting Music Festival~.

E como de costume, playlist do álbum. E reparem que as citações musicais após a playlist tem links do Youtube, para melhor apreciação de vocês, leitores e visitantes do sebo:


01. Monster Hunter
02. Awakening
03. A Glint in the Eye -The Hunted- ~Roar/Rathalos ~Crimson Horn/Monoblos
04. Moving Sacred Mountain ~ March for the Heroes
05. Village of Deeply Blessed People
06. Shadow in the Tempest/Kushala Daora ~ Empress of Flame/Teostra & Lunastra
07. Song Sung to the Spirits
08. Theme of Pokke Village
09. The Roaring Dragon Bares Its Fangs/Tigrex ~Red Afterglow Running in the Darkness/Nargacuga
10 - Proof of a Hero
11. For Creatures
12. Cute Felyne
13. Hunter, Go Forth


O album foi um grande compilado da série, tendo musicas dos jogos Monster Hunter 2, Tri, Freedom 1 e 2, entre outros. E com isso, as musicas usadas são de 4 compositores: Masato Kohda (o principal da série), Tetsuya Shibata, Yuko Komiyama e Akihiko Narita. E “Monster Hunter” já começa com o tema principal da série, que tem em sua essência a melhor musica da série, a “Proof of a Hero”. Inclusive parte de sua musica lembra a clássica musica tema do Superman, porem a mudança ao final dessa parte torna ela épica, principalmente quando você ouve ela ao defender uma cidade de um dragão de MUITOS METROS de largura.

Na série Monster Hunter é comum cada animal principal ter sue próprio tema ao aparecer nas “hunts” (caçadas), e creio que para não tornar o álbum gigante, musicas diferentes são mescladas em uma faixa. Um exemplo que se aplica isso é a “Shadow in the Tempest/Kushala Daora ~ Empress of Flame/Teostra & Lunastra”, onde os nomes se referem a dois tipos de monstros e seus respectivos nomes nas hunts. A parte Shadow in the Tempest tem um clima totalmente ameaçador e veloz, enquanto a Empress of Flame é mais cadenciada, numa batida que me lembrou aquelas típicas marchas para reis ou rainhas desfilarem. Ou só eu fiquei com essa impressão?!

Falando nisso, a “Moving Sacred Mountain ~ March for the Heroes” resume perfeitamente a palavra marcha, ao meu ver. Mesmo ela tendo um nível controlado de tensão, ela se eleva nos momentos certos, principalmente em sua parte final. Esse final é de bater palmas, gritar e pedir replay.

Porem nem tudo é “Epicness” ao extremo, também há musicas bem calmas e relaxantes, como a “Village of Deeply Blessed People”, regida por uma linda flauta e a “Theme of Pokke Village”, musica que ouvi uma centena de vezes, mas que nunca enjoa. Isso se dá ao fato das flautas e instrumentos de cordas darem um sentimento de imersão grande, dando a real impressão de estarmos de fato em um vilarejo do jogo, tanto na primeira quanto na segunda musica citada.

Com um repertório de tamanha qualidade, é uma pena que a série é pouco difundida por aqui, coisa que acontece em outras franquias também. Porem fica o adendo, para que ouçam as musicas e queiram jogar a série. E quando quiserem jogar, me chamem.

Fonte:
VGMDB

Read more...