09 novembro 2008

The Legend of Zelda: Ocarina of Time - Kakariko Village

Olá, meu nome é André Luiz, sou guitarrista da banda 8 Bit Instrumental, com a qual faço releituras de temas musicais de jogos antigos e estou inaugurando minha participação no Violão de 8 Bits.

Estréio minhas postagens aqui com um tema de um jogo que marcou a história das trilhas sonoras dos videogames. The Legend of Zelda: Ocarina of Time, além de uma bela produção visual, conta com as composições musicais de Koji Kondo (Duck Hunt, Super Mario Bros, Star Fox 64 e Super Smash Bros).

Não o escolhi só pela qualidade do tema, já que eu poderia ter escolhido de olhos vendados qualquer tema desse jogo. Sempre que eu postar algo, pretendo também dar algumas dicas, imaginando que esse blog será visitado também por pessoas que, além de ver e ouvir, gostariam de tocar seus temas favoritos.

No vídeo, cgseth interpreta o arranjo de Justin Lincoln (não sei se são a mesma pessoa) para o tema de Kakariko Village. Você pode fazer o download da partitura com tablatura clicando aqui.



Algumas dicas:
Se você está vendo o vídeo, note que o ombro esquerdo do violonista está tenso durante quase toda a música e que seu cotovelo esquerdo está sempre muito alto . O violão também não pode ficar muito alto, como parece estar o do vídeo. Não conheci ainda nenhuma postura mais adequada do que colocando o violão na perna esquerda, mas temos que tomar cuidado com vários pontos. O corpo deve sempre estar disposto de forma natural e sem tensões. Isso resultará num melhor desempenho e evitará futuros problemas físicos.

A segunda dica é para a mão direita. Tente tocar sempre alternando os dedos. Repetição de dedo indicador, médio e anelar só se dá em específicos. Pode parecer chato no início, mas isso facilitará muito mecânica dessa mão no futuro.

Terceira e última dica. O sujeito do vídeo parece estar acompanhando a partitura. Se é verdade, essa deveria estar próxima à mão esquerda e ao braço do violão, de forma que ele pudesse visualizá-la juntamente com o braço do instrumento sem precisar ficar se virando. Às vezes é necessário mesmo estar olhando onde tocamos. O bonito não é tocar olhando o horizonte pra parecer que é fácil tocar, mas ter um resultado sonoro mais limpo, principalmente com o violão, no qual algum pequeno chiado pode estragar uma bela música.

3 comentários:

Juunin 9 de novembro de 2008 21:04  

Que arranjo da hora! O cara toca muito bem também... quanto às dicas, nunca me acostumei a tocar com o violão na perna esquerda. acho que vou me esforçar mais prá isso.

impressão minha ou o cara que tá tocando parece o Boça, do Hermes e Renato?

Camila Schäfer 10 de novembro de 2008 08:58  

Puxa vida, o cara parece mesmo o Boça, do Hermes e Renato... hehehehe

André Luiz Oliveira 10 de novembro de 2008 10:42  

AHHAuHUAHUHAushUAhsUAHuSAHshu
Boça é phoda...
ahahahahhaha

Então, Osni, realmente às vezes parece desconfortável essa posição na perna esquerda. Eu mesmo confesso que não aguento tocar assim por muito tempo. Mas é a posição que leva à melhor execução. Logicamente uma peça fácil pode ser tocada em qualquer outra posição, mas às vezes aparecem errinhos que só de mudar a posição resolve.

E meus comentários sobre as interpretações nos vídeos são só comentários mesmo. Claro que sei que a intensão dos caras não é colocar um vídeo como se fossem concertistas, mas só homenagear os jogos mesmo. Imagina fazer como alguns violonistas que preparam um repertório durante 6 meses, 1 ano, só pra se apresentarem. hauhuahuah

Mesmo assim vou deixar sempre alguma dica, porque algumas coisinhas que atrapalham a sonoridade da música podem ser detalhes simples que, na maioria das vezes, nem percebemos. Ahhh... To preparando um arranjinho de Frog, do Chrono Trigger, pra colocar aqui... Não sei se conseguirei fazer um vídeo, mas a partitura pelo menos dá pra fazer. Vamos ver se pra daqui umas 2 semanas eu consigo um tempo pra escrever... :D